Compre sua passagem

Compre sua passagem

Tire Sua Dúvida

Compre sua passagem

Por favor, preencha os campos abaixo:

Instruções de Compra
X

Instruções de

Compra

Como efetuar uma consulta e optar pela compra

  1. Indique as localidades de origem e de destino e a data da viagem. Em seguida, clique em "Consulte";
  2. Escolha o horário de maior interesse clicando no número do serviço;
  3. Visualização do serviço: horário de partida, previsão de chegada, número do serviço e valor da passagem. Abaixo destas informações, você encontrará o mapa do carro, com todas as poltronas disponíveis;
  4. Após a escolha da(s) poltrona(s), clique em "Adicionar ao Carrinho";
  5. Na tela seguinte, você deve ler o "Aceite" e então será direcionado à página de Identificação ou Cadastro. Caso já possua um e-mail e senha cadastrados no site, informe-os para prosseguir com a compra. Se for seu primeiro acesso, clique em "CADASTRO" e preencha o formulário para obter a sua "Identificação";
  6. Após efetivar o cadastro, você entrará em uma tela para confirmação da reserva, escolhendo a opção de
  7. pagamento entre as bandeiras VISA e MASTERCARD;
  8. Você entrará no ambiente de segurança da operadora escolhida e irá registrar os dados do seu cartão,
  9. efetivando, desta forma, a compra online;
  10. Após a efetivação da operação, aguarde a visualização do “voucher” (comprovante de compra).

IMPORTANTE

  1. A tela da operadora não serve como comprovante para retirada do bilhete – AGUARDE A VISUALIZAÇÃO E EFETIVE A IMPRESSÃO DO VOUCHER.

Para comprar online

  1. Indique as localidades de origem e de destino e a data da viagem sem acentuar. Em seguida, clique em "Continue";
  2. Você será direcionado para o ambiente de vendas do grupo JCA. Escolha o horário de maior interesse clicando no campo de marcação do horário e serviço desejado;
  3. Todas as etapas, ficarão registradas no carrinho de compras, na lateral direita;
  4. Após a escolha do(s) horário(s), e clique em "Avançar";
  5. Clique na(s) poltrona(s) desejada(s), e clique em “Avançar”;
  6. Na tela seguinte, você deve preencher os campos com a identificação (Nome Completo e RG) de quem irá viajar;
  7. Na etapa de pagamento, você deverá escolher a bandeira do cartão de crédito, incluir os dados do titular do cartão e escolher a forma de parcelamento.
  8. Muito importante: SEMPRE COLOCAR O EMAIL DE QUEM RECEBERÁ A CONFIRMAÇÃO DE COMPRA.
  9. Ler o contrato de transporte rodoviário e clicar no box “Eu aceito a política de privacidade e com as condições gerais do contrato de transporte rodoviário”;
  10. Após finalizar a operação, aguarde a visualização do “voucher” (comprovante de compra).

IMPORTANTE

  1. A tela da operadora não serve como comprovante para retirada do bilhete – AGUARDE A VISUALIZAÇÃO E EFETIVE A IMPRESSÃO DO VOUCHER.
  2. A retirada do bilhete somente poderá ser feita em uma das agências próprias da empresa, em um terminal rodoviário

Tire Sua Dúvida

Está confuso com em algum assunto? Faça uma busca

Dúvidas Frequentes

Dúvidas Frequentes

OBJETO ESQUECIDO

Se você esqueceu algum objeto ou documento no interior de um dos nossos ônibus, entre em contato com a nossa central de atendimento, para que possamos ajudá-lo a encontrar. Caso seja localizado, entraremos em contato com você através do seu e-mail. Lembrando que, de acordo com o artigo 8º, inciso 6º da resolução nº 1432, de abril de 2006 da ANTT, a empresa não se responsabiliza por objetos deixados no interior do veículo, uma vez que estes volumes, transportados na parte superior do veículo, são de responsabilidade do passageiro.

EXTRAVIO/DANO DE BAGAGEM

Você deverá procurar imediatamente ao término da viagem a pessoa responsável pela agência (gerente ou encarregado) e relatar o fato por escrito, de próprio punho, para que as devidas providências sejam tomadas. Na ocasião, deverá ser preenchido um formulário para análise e possível localização da bagagem.

ANTT - ATENDIMENTO AO USUÁRIO

ATENDIMENTO AO USUÁRIO
LIGUE 166
www.antt.gov.br/faleconosco

TRANSPORTE DE BAGAGEM

Limite no bagageiro

No bagageiro você pode transportar bagagens de até 30 kg de peso, 350 decímetros cúbicos (1,30 metros) de volume ou um metro de dimensão máxima. É seu direito receber os comprovantes desses volumes. Volumes pequenos e de fácil acomodação podem ser levados no porta-embrulho.

Transporte de bicicleta

O peso máximo para transporte no bagageiro é de 30 kg, o suficiente para uma bicicleta mais bagagem média. Já a dimensão máxima é de 1,30 metros e o cumprimento de uma bicicleta com rodas é de aproximadamente 1,80 metros.

Porém, sem as rodas, a bicicleta medirá 1,20 metros. Ou seja, o suficiente para ela seguir no bagageiro. Exemplo de cálculo:

  • Largura: 37 cm (guidão virado, sem remover pedais)
  • Altura: 82 cm (rodas removidas, ao lado da bike / ou selim removido)
  • Cumprimento: 115 cm (rodas ao lado da bike)
  • (37 x 82 x 115) / 1000 = 350 decímetros

CANCELAMENTO | REVALIDAÇÃO | REMARCAÇÃO

CANCELAMENTO DE PASSAGENS

  • FEDERAL

1 – Até 03 (três) horas antes do horário previsto da partida do ônibus, o cliente poderá solicitar o cancelamento da passagem nos guichês da transportadora com o reembolso do valor. Haverá a retenção de 5% do valor da tarifa, a título de multa compensatória (§ 5º¹, do art. 13, da Resolução ANTT nº. 4.282, de 17 de fevereiro de 2014);

2 – O não comparecimento do passageiro para embarque ou a não declaração da vontade de desistir antes da configuração do embarque² acarretam a perda do direito ao reembolso, mantendo a validade do bilhete para fins de remarcação e/ou transferência por até 01 (um) ano, a partir da data de sua primeira emissão.

¹ § 5º Faculta-se às transportadoras, exclusivamente no caso de reembolso, reter até 5% (cinco por cento) sobre o valor da tarifa, a título de comissão de venda e multa compensatória, conforme o caso, e com entrega de recibo ao usuário.

² Considera-se configurado o embarque 3 (três) horas antes do horário do início da viagem constante do bilhete de passagem.

 REMARCAÇÃO/REVALIDAÇÃO DE PASSAGENS

  • FEDERAL:

1 – Dentro do prazo de validade³ e mediante a apresentação do Bilhete de Passagem e de Embarque, os bilhetes com data e horário marcados poderão ser remarcados, para utilização na mesma linha, seção e sentido. O passageiro pode optar por serviço em veículo de categoria diversa do originalmente contratado, arcando com as diferenças dos valores de tarifa, no caso de serviço em veículo de categoria superior ou tendo direito a restituição das diferenças de preço, no caso de serviço em veículo de categoria inferior.

2 – A partir de 3 (três) horas antes do horário do início da viagem até a data de validade do bilhete, a transportadora efetuará a cobrança de 20% (vinte por cento) do valor da tarifa, a título de remarcação, e com entrega de recibo ao usuário.

³ Os Bilhetes de Passagem terão validade máxima de 01 (um) ano, a partir da data de sua primeira emissão, independentemente de estarem com data e horário marcados.

COMPRA/RETIRADA DE PASSAGEM (INTERNET, CALL CENTER E GUICHÊ)

Para efetuar a compra de passagem via internet, basta acessar o site www.expressodosul.com.br , escolher o destino e a data , selecionar as opções de horário, classe e poltrona, realizar o cadastro pessoal.

Para efetuar a compra de passagem via call center, basta ligar para o telefone 4004-9600, tendo em mãos os dados da pessoa que vai realizar a viagem, número do RG ou CPF e cartão de crédito. É obrigatório a impressão da passagem antes do embarque, portanto, dirija-se a qualquer guichê da Expresso do Sul 30 minutos antes do horário do embarque com o código localizador que será informado pela atendente.

Nos guichês é obrigatória a apresentação de documento oficial, original com foto no momento da compra da passagem e do embarque para as linhas interestaduais. 

Lembrando que na hora do embarque é obrigatória a apresentação do documento original de identificação com foto, bem como, o bilhete impresso.

TRANSPORTE DE ANIMAIS

Vai viajar com seu melhor amigo em nossos ônibus? Aqui você encontra todas as informações para embarcar o seu cão ou gato e curtir uma viagem tranquila e segura.

Regras Gerais

ANIMAIS PERMITIDOS

Somente gatos e cachorros de qualquer raça e não ferozes podem ser transportados. São permitidos apenas 2 animais por veículo.

CAIXA DE TRANSPORTE

A caixa de transporte deve ter no máximo 41cm de comprimento, 36cm de largura e 33cm de altura e não pode conter água nem alimentos. É proibido transportar animais nos bagageiros ou no porta-embrulho.

PESO MÁXIMO

O animal de estimação dentro da caixa de transporte pode ter peso máximo de 10kg. Especialmente para trajetos dentro do estado de São Paulo, o peso máximo é de 8kg.

Antes da Viagem

ATESTADO SANITÁRIO

Atestado emitido com 3 dias de antecedência da viagem, por um veterinário credenciado ao Conselho Regional de Medicina Veterinária, comprovando a saúde do animal.

VACINAÇÃO EM DIA

Apresentar a carteira de vacinação do animal com destaque para a imunização antirrábica, obrigatória para pets com mais de 90 dias.

SEDAÇÃO

Se achar necessário, o animal pode ser sedado para a viagem conforme orientação do seu veterinário.

No Trajeto

ACOMODE SEU AMIGO

O animal deve ficar dentro da caixa de transporte durante todo o trajeto. Por questão de segurança, ele deverá ser acomodado próximo aos pés e nunca no colo.

POLTRONA GARANTIDA

É possível levar o animal de estimação na poltrona ao lado. Lembrando que será cobrado o valor da tarifa correspondente. 

RECOMENDAÇÕES NAS PARADAS

Recomendamos higienizar a caixa de transporte do animal a cada parada. Também é o momento ideal para levá-lo para fazer as necessidades e oferecer água.

Cão Guia

Fica assegurado o ingresso, nos meios de transporte público coletivo, de cães-guia quando acompanhando de pessoa portadora de deficiência visual.

A identificação do cão-guia e a comprovação de treinamento do usuário dar-se-ão por meio da apresentação dos seguintes itens:

  1. Carteira de identificação e plaqueta de identificação, expedidas pelo centro de treinamento de cães-guia ou pelo instrutor autônomo;
  2. Carteira de vacinação atualizada, com comprovação da vacinação múltipla e antirrábica, assinada por médico veterinário com registro no órgão regulador da profissão;
  3. Equipamento do animal, composto por coleira, guia e arreio com alça.

A plaqueta de identificação deve ser utilizada no pescoço do cão-guia.

O cão em fase de socialização e treinamento deverá ser identificado por uma plaqueta, presa à coleira, com a inscrição “cão-guia em treinamento”, aplicando-se as mesmas exigências de identificação do cão-guia, dispensado o uso de arreio com alça.

É vedada a exigência do uso de focinheira nos animais de que o Decreto nº. 5.904, de 21 de setembro de 2006, como condição para o ingresso e permanência em ambientes de uso coletivo.

Transporte de animais silvestres

Os animais silvestres para serem transportados deverão estar devidamente acondicionados, conforme orientação do IBAMA, e acompanhados OBRIGATORIAMENTE dos seguintes documentos:

  1. GTA – Guia de Transporte de Animal.
  2. Atestado de saúde.
  3. Cartão de vacinação atualizado.
  4. Autorização de Transporte emitida pelo IBAMA.

O animal deve pesar no máximo 10 kg (quilos) *, estar acomodado em contêiner específico para a espécie, com o limite de tamanho de 41cm x 36cm x 33cm (Comprimento X Largura X Altura), sendo somente 1 animal por contêiner. Serão aceitos até 02 (dois) contêineres por viagem, sendo apenas 1 por passageiro.

É proibido o transporte de animal que por sua espécie, tamanho, ferocidade, peçonha ou saúde, comprometa o conforto e a segurança do veículo, de seus ocupantes ou de terceiros.

(*) Para viagens dentro do estado de São Paulo o limite de peso máximo é de 8kg (quilos).

 

EMBARQUE DE MENOR

DOCUMENTAÇÃO PARA VIAGEM DENTRO DO BRASIL

Para o embarque você precisará apresentar o bilhete impresso em nossos totens ou guichês e obrigatoriamente um dos documentos oficiais abaixo:

PASSAGEIROS MAIORES DE 12 ANOS

  1. Carteira de Identidade (RG);
  2. Carteira de identidade emitida por conselho ou federação de categoria profissional;
  3. Carteira de trabalho;
  4. Carteira de Identidade expedida por órgão subordinado à Presidência da República;
  5. Carteira de identidade expedida pelos Comandos das Forças Armadas;
  6. Cédula de Identidade de Estrangeiro - CIE
  7. Registro de Identificação Civil – RIC
  8. Passaporte;
  9. Carteira nacional de habilitação (CNH) física ou por meio de aplicativo digital oficial;
  10. Outro documento com fotografia e fé pública em todo território nacional.

O documento apresentado deve ser original, com foto, em bom estado, ou cópia autenticada em cartório, e que permita o reconhecimento do seu portador.

Em caso de extravio, furto ou roubo do documento de identificação do passageiro e em se tratando de viagem em território nacional, poderá ser apresentado o correspondente Boletim de Ocorrência, desde que emitido há menos de 30 (trinta) dias.

PASSAGEIROS MENORES ENTRE 0 E 12 ANOS

Nenhuma criança ou adolescente menor de 16 anos poderá viajar para fora da comarca onde reside, desacompanhada dos pais ou responsável, sem expressa autorização judicial.

  1. Certidão de Nascimento;
  2. Carteira de Identidade (RG);
  3. Passaporte brasileiro.

O documento apresentado deve ser original, em bom estado, ou cópia autenticada em cartório, e que permita o reconhecimento do seu portador.

PASSAGEIROS MENORES DE 16 ANOS VIAJANDO DESACOMPANHADO DOS PAIS OU RESPONSÁVEIS

  1. Não poderão viajar para fora da comarca onde residem, desacompanhadas dos pais ou responsável legal, sem expressa autorização judicial.
  2. Poderão viajar, acompanhadas dos pais ou responsáveis legais, com a Carteira de Identidade (RG) ou a Certidão de Nascimento (original ou cópia autenticada).
  3. Poderão viajar acompanhadas de bisavós, avós, tios ou irmãos, maiores de 18 anos, sendo obrigatória a apresentação da Certidão de Nascimento, juntamente com a identificação do acompanhante, para a comprovação de parentesco.
  4. Poderão viajar acompanhadas de uma pessoa maior, sem nenhum grau de parentesco, quando expressamente autorizada pelo pai, mãe ou responsável, e que este esteja portando documentação, como a carteira de identidade. Apenas para este caso, a autorização pode ser realizada em cartórios, não sendo necessária a autorização judicial, com o reconhecimento da firma (assinatura) do pai, mãe ou responsável.

Nenhuma criança ou adolescente menor de 16 anos poderá viajar para fora da comarca onde reside, desacompanhada dos pais ou responsável, sem expressa autorização judicial.

Criança com até 5 anos (até 5 anos, 11 meses e 29 dias) possui gratuidade, desde que seja transportada no colo e sendo uma por passageiro, mas é necessário que os pais ou responsáveis realizem a emissão da gratuidade nos guichês para viagens entre estados.

GRATUIDADES (IDOSO, JOVEM CARENTE E DEFICIENTE)

  • IDOSO

TRANSPORTE INTERESTADUAL

No transporte interestadual, o idoso acima de 60 anos e que comprove renda de até 2(dois) salários mínimos, tem direito a gratuidade em 2(dois) assentos em cada ônibus convencional, devendo solicitar sua passagem nos pontos de vendas até 3(três) horas antes do horário de partida de origem da viagem.

Caso as 2 (duas) poltronas já estejam ocupadas, os demais idosos, atendendo os mesmos requisitos, tem direito a 50% (cinquenta por cento) de desconto no valor da tarifa.

 

 

  • JOVEM CARENTE

No transporte interestadual, o jovem de baixa renda, tem direito a gratuidade em 2 (dois) assentos em cada ônibus convencional, caso as 2 (duas) poltronas já estejam ocupadas, os demais jovens, atendendo os mesmos requisitos, tem direito a 50% (cinquenta por cento) de desconto no valor da tarifa.

Para fazer uso das vagas gratuitas ou com desconto de cinquenta por cento, no ato da solicitação do bilhete de viagem do jovem, com 03 (três) horas antes do horário da viagem, o interessado deverá apresentar a Identidade Jovem acompanhada de documento de identificação com foto expedido por órgão público e válido em todo território nacional.

O jovem deverá comparecer ao terminal de embarque até trinta minutos antes da hora marcada para o início da viagem, sob pena de perda do benefício. O beneficiário não poderá fazer reserva em mais de um horário para o mesmo dia e mesmo destino ou para horários e dias cuja realização da viagem

O bilhete de viagem do jovem é nominal e intransferível.

 

  • DEFICIENTE FÍSICO

TRANSPORTE INTERESTADUAL

A pessoa portadora de deficiência, comprovadamente carente, tem direito a gratuidade em ônibus convencional no transporte coletivo interestadual. Para usufruir no beneficio, basta dirigir-se ao ponto de vendas em posse da Carteira de Passe Livre emitida pelo Ministério dos Transportes até 3(três) horas antes do horário de partida da origem da viagem.

SEGURO FACULTATIVO - VIAGENS INTERESTADUAIS

Nos autos da Ação Civil Pública nº. 00128018-51.2000.403.6100/SP, em trâmite perante a 6ª Vara de Justiça Federal de São Paulo, ajuizada pelo Ministério Público Federal, em face da União, as empresas transportadoras não poderão comercializar o seguro facultativo, tendo em vista que os passageiros já estão cobertos pelo seguro de responsabilidade civil, cujo custo já está incluso no valor da tarifa.

ID JOVEM - JOVENS BAIXA RENDA

LEI Nº 12.852, DE 5 DE AGOSTO DE 2013.

Art. 32.  No sistema de transporte coletivo interestadual, observar-se-á, nos termos da legislação específica:

I – a reserva de 2 (duas) vagas gratuitas por veículo para jovens de baixa renda;

II – a reserva de 2 (duas) vagas por veículo com desconto de 50% (cinquenta por cento), no mínimo, no valor das passagens, para os jovens de baixa renda, a serem utilizadas após esgotadas as vagas previstas no inciso I.

Parágrafo único.  Os procedimentos e os critérios para o exercício dos direitos previstos nos incisos I e II serão definidos em regulamento.

DECRETO Nº 8.537, DE 5 DE OUTUBRO DE 2015.

Reserva de vagas a jovens de baixa renda nos veículos do sistema de transporte coletivo interestadual

Art. 13.  Na forma definida no art. 32 da Lei nº 12.852, de 5 de agosto de 2013, ao jovem de baixa renda serão reservadas duas vagas gratuitas em cada veículo, comboio ferroviário ou embarcação do serviço convencional de transporte interestadual de passageiros e duas vagas com desconto de cinquenta por cento, no mínimo, no valor das passagens, a serem utilizadas depois de esgotadas as vagas gratuitas.

  • 1ºPara fins do disposto nocaput, incluem-se na condição de serviço de transporte convencional:

I – os serviços de transporte rodoviário interestadual de passageiros, prestado em veículo de características básicas, com ou sem sanitários, em linhas regulares;

II – os serviços de transporte ferroviário interestadual de passageiros, em linhas regulares; e

III – os serviços de transporte aquaviário interestadual, abertos ao público, realizados em rios, lagos, lagoas e baías, que operam linhas regulares, inclusive travessias.

  • 2ºPara fazer uso das vagas gratuitas ou com desconto de cinquenta por cento previstas nocaput, o beneficiário deverá solicitar um único bilhete de viagem do jovem, nos pontos de venda da transportadora, com antecedência mínima de três horas em relação ao horário de partida do ponto inicial da linha do serviço de transporte, podendo solicitar a emissão do bilhete de viagem de retorno, observados os procedimentos da venda de bilhete de passagem.
  • 3ºNa existência de seções, nos pontos de seção devidamente autorizados para embarque de passageiros, a reserva de assentos deverá estar disponível até o horário definido para o ponto inicial da linha, conforme previsto no § 2º.
  • 4ºApós o prazo estipulado no § 2º, caso os assentos reservados não tenham sido objeto de concessão do benefício de que trata este Decreto, as empresas prestadoras dos serviços poderão colocá-los à venda.
  • 5ºEnquanto os bilhetes dos assentos referidos no § 4ºnão forem comercializados, continuarão disponíveis para o exercício do benefício da gratuidade e da meia-passagem.
  • 6ºO jovem deverá comparecer ao terminal de embarque até trinta minutos antes da hora marcada para o início da viagem, sob pena de perda do benefício.
  • 7ºO bilhete de viagem do jovem é nominal e intransferível e deverá conter referência ao benefício obtido, seja a gratuidade, seja o desconto de cinquenta por cento do valor da passagem.

Art. 14.  No ato da solicitação do bilhete de viagem do jovem, o interessado deverá apresentar a Identidade Jovem acompanhada de documento de identificação com foto expedido por órgão público e válido em todo território nacional.

Parágrafo único.  Quando o benefício não for concedido, as empresas prestadoras dos serviços de transporte deverão emitir ao solicitante documento que indicará a data, a hora, o local e o motivo da recusa.

Art. 15.  O beneficiário não poderá fazer reserva em mais de um horário para o mesmo dia e mesmo destino ou para horários e dias cuja realização da viagem se demonstre impraticável e caracterize domínio de reserva de lugares, em detrimento de outros beneficiários.

Art. 16.  O bilhete de viagem do jovem será emitido pela empresa prestadora do serviço, em conformidade com a legislação tributária e com os regulamentos da ANTT e da Antaq.

Parágrafo único.  As empresas prestadoras dos serviços de transporte deverão informar à ANTT e à Antaq a movimentação de usuários titulares do benefício, por seção e por situação, na periodicidade e na forma definida por estas Agências em regulamento.

Art. 17.  O jovem de baixa renda titular do benefício a que se refere o art. 13 terá assegurado os mesmos direitos garantidos aos demais passageiros.

Parágrafo único.  Não estão incluídas no benefício as tarifas de utilização dos terminais, de pedágio e as despesas com alimentação.

Art. 18.  O jovem de baixa renda está sujeito aos procedimentos de identificação de passageiros ao se apresentar para embarque, de acordo com o estabelecido pela ANTT e pela Antaq.

Art. 19.  Além dos benefícios previstos no art. 13, fica facultada às empresas prestadoras de serviços de transporte a concessão ao jovem de baixa renda do desconto mínimo de cinquenta por cento do valor da passagem para os demais assentos disponíveis do veículo, comboio ferroviário ou da embarcação do serviço de transporte interestadual de passageiros.

Art. 20.  As empresas prestadoras dos serviços de transporte disponibilizarão em todos os pontos de venda de passagens, sejam eles físicos ou virtuais, cópia do art. 32 da Lei nº 12.852, de 2013, e deste Decreto.

Art. 21.  O benefício de que trata o art. 13 será disciplinado em resolução específica pela ANTT e pela Antaq, assegurada a disponibilização de relatório de vagas gratuitas e vagas com desconto concedidas.